Tapetes que combinam com tudo

Uma seleção de modelos de diferentes estilos

 

A arte de tecer tapetes acompanha o homem há milênios. Os clássicos tapetes orientais – de materiais nobres como a seda, o cânhamo e o algodão – eram feitos por artesãos habilidosos, com desenhos intrincados, e cujo segredo passava de geração a geração. Poucos itens transmitem sensação de acolhimento tão completa como eles.

É preciso levar alguns fatores em consideração na hora de escolher o seu tapete: o tamanho, a cor, o formato e o local onde ele será colocado são alguns deles. Além da função estética de delimitar espaços e trazer aconchego ao lar, o tapete também faz as vezes de isolante acústico; qualquer home theater que se preza precisa de um.

O material de que ele é feito também merece atenção. Os confeccionados com fios sintéticos – no passado, muitas vezes desprestigiados – exigem menos manutenção e são mais fáceis de limpar. Na dúvida, não se apavore: as melhores lojas do ramo permitem que o cliente leve o tapete para um test-drive em casa.

É possível misturar padrões, estampas e materiais sem medo de errar. Tapetes de cores claras ampliam o ambiente, mas exigem mais manutenção. Já os tapetes com cores escuras não aparentam tanta sujeira e trazem mais aconchego.

Não importa o estilo. Sentir-se em casa passa por pisar num bom tapete.

 

Fonte: Casa Vogue.

// 25 de dezembro de 2013
1dez
2014
30dez
2013
27dez
2013
27dez
2013
26dez
2013
25dez
2013
24dez
2013
20dez
2013
20dez
2013
19dez
2013
15dez
2013
15dez
2013
13dez
2013
13dez
2013
8dez
2013
6dez
2013
6dez
2013
6dez
2013
4dez
2013
4dez
2013
Categorias